Acesso Rápido

Institucional

Olá, seja muito bem vindo!

Mercês é uma cidade que voltou a crescer e a se desenvolver. Está, literalmente, de cara nova. Ao andar pelas ruas é possível avistar as mudanças.

Ruas calçadas e recuperadas, pontes construídas, novas unidades de saúde, escolas reformadas e ampliadas, estradas mais seguras, além de outras inúmeras ações.

A administração do prefeito Donizete Calixto, à frente da Prefeitura desde 2013, tem sido transparente, eficaz e positiva. Segundo dados a última pesquisa realizada sobre o tema, o atual governo atingiu aprovação recorde, com 87% da população satisfeita com o trabalho feito por Donizete e sua equipe.

Mesmo enfrentando momentos difíceis e economicamente instáveis, a cidade não parou. A Prefeitura continua realizando inúmeras benfeitorias ao cidadão mercesano. Tem arregaçado as mangas para buscar recursos e firmar parcerias para que a população desfrute de dias melhores e mais prósperos, com mais qualidade de vida e futuro.

Administração 2013-2016
O talento de um povo

Mercês é uma cidade localizada na Mesorregião da Zona da Mata Mineira. Com 10.368 habitantes, segundo o último Censo do IBGE (2010), o município conta com o trabalho da administração pública para superar dificuldades financeiras com criatividade, determinação e transparência.
A cidade está localizada a 228 quilômetros da capital Belo Horizonte. Seu território é banhado pelo Rio Pomba e seu afluente Rio Paciência e situa-se no trecho da Serra da Mantiqueira, divisor de duas importantes bacias hidrográficas: a bacia do Rio Paraíba do Sul e a bacia do Rio Doce.
Mercês é famosa por seu turismo de eventos, como o Jubileu de Nossa Senhora das Mercês, que acontece na segunda quinzena de setembro; as festividades do Carnaval; Torneio Leiteiro; e Festa da Virada, que movimentam a economia da cidade e da região.


Antes de se tornar a Mercês que conhecemos, nossa cidade era conhecida como “Capelinha das Mercês”. O motivo era simples, dado a uma pequena capela coberta com folhas de palmito que ficava bem no centro do vilarejo. No entorno desta capela, formou-se um povoado, que mais tarde, foi chamado de Mercês do Pomba. No passado viviam pessoas naturais do município de Barbacena. Padre Jacó Henrique Pereira Brandão foi o primeiro capelão e responsável por instituir o patrimônio, conforme escritura que data em 10 de outubro de 1791. No ano de 1811, a capela recebeu melhorias por parte dos alferes José Gonçalves Jorge, José da Costa Batista, Narciso José Cristo e outros moradores.
Depois de construída a capela, foi a vez de erguer um novo cemitério, também próximo à nova igreja. Como a estrada que ligava Vila Rica ao Rio de Janeiro passava pelo povoado, novas construções foram surgindo nas imediações, o que explica a extensão e mau alinhamento da rua principal. Em 7 de abril 1841 foi criada a freguesia como Nossa Senhora das Mercês. Em 1882 a Matriz que conhecemos hoje foi construída, por iniciativa do vigário padre Luís Carlos da Rocha. Em 30 de agosto de 1911 foi fundado o município de Mercês do Pomba, desmembrando-se do município de Rio Pomba. Em 7 de setembro de 1923, a cidade passou a chamar-se, simplesmente, Mercês.